Um exemplo de como a estimulação magnética transcraniana (EMT) pode melhorar a qualidade de vida dos pacientes


Autoria: Dra. Ana Beatriz Barbosa Silva // Dra. Lya Ximenez.

* Dra Ana Beatriz Barbosa Silva (Médica Psiquiatra, CRM/RJ 5253226/7)
* Dra. Lya Ximenez (Médica Psiquiatra, CRM/RJ 52886300)

F. era artista e atualmente cuida dos afazeres domésticos. Sempre foi uma pessoa muito ativa, bem disposta, pintava, tocava piano, cozinhava e adorava fazer caminhadas. Com o passar dos anos, essa disposição foi se esvaindo; buscou ajuda médica e recebeu o diagnóstico de transtorno depressivo recorrente. Há mais de um ano em tratamento, ela não apresentava melhoras satisfatórias com os medicamentos prescritos. Quando foi atendida por nós, trazia um olhar cabisbaixo, tremores na mão direita que a incomodava há anos e sem muitos resultados com o tratamento. Perdeu a vontade de sair de casa, de cozinhar, de tocar piano, de ver os amigos e a família. F. estava totalmente desanimada, percebia o mundo de uma forma bem negativa e não tinha muitas esperanças. No entanto, sua filha insistiu e a apoiou para que tentássemos o tratamento com estimulação magnética transcraniana (EMT). Demos início ao tratamento no final de novembro e com apenas três sessões F. já apresentou melhoras nos tremores, estava mais conectada com o mundo, percebendo mais as coisas ao seu redor. Na segunda semana, F. conseguiu tocar piano por algumas vezes e se mostrava mais otimista em relação à vida. Após o primeiro ciclo de dez sessões, a filha nos enviou algumas fotos da festa natalina. F. não enfeitava a casa e montava a árvore de Natal há algum tempo, mas neste ano ela surpreendeu a toda família, inclusive a nós. Durante o acompanhamento notamos que F. não se queixava mais da vida como antes, demonstrava mais energia para as tarefas diárias, participou do chá de bebê de sua neta, cozinhava com mais ânimo e resolveu voltar a pintar. Hoje ainda faz sessões de manutenção – que são mais espaçadas -, e mantém respostas positivas graças ao empenho da família, da nossa equipe e da própria paciente. Realmente foi um presentão de Natal para todos nós!

* Dra Lya Ximenez é médica psiquiatra com especialização em EMT pela Universidade de Harvard.

CONSULTÓRIO

Avenida das Américas, 3500, bloco 6
Condomínio Le Monde, sala 401,
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ
CEP: 22640-102
(21) 3435-8592 / 3435-8597
Cel.: (21) 99566-5547

CONSULTÓRIO

Avenida das Américas, 3500, bloco 4
Condomínio Le Monde, sala 107,
Barra da Tijuca, Rio de Janeiro – RJ
CEP: 22640-102
(21) 3042-9525 / 3042-9526
Cel.: (21) 99566-5558

EVENTOS E ENTREVISTAS

Assessoria literária:
Mirian Pirolo
mirianfpirolo@gmail.com

Assessoria de Eventos:
Maria Célia Arruda
mceliaarruda@yahoo.com.br

REDES SOCIAIS